sexta-feira, 14 de abril de 2017

MAISH DISHGRAÇAH... ISHTÁ VIIIIIIIIIIIINDOOOOO AH HA HA HA HAAAAAAAAA!!!



EUA Conduzem Exitosamente Teste em Campo de Nova Bomba Nuclear




Tyler Durden's picture
Com o mundo agitado, fazendo barulho sobre  o primeiro lançamento da GBU-43/B "Mother Of All Bombs" no Afeganistão, onde confirmadamente matou uns 36 terroristas do ISIS, em uma menos noticiada afirmação a Administração de Segurança Nuclear Nacional Americana NNSA quietamente anunciou na virada da noite o primeiro teste em campo com sucesso da bomba termonuclear de gravidade "dirigível" B61-12 em Nevada.
Em uma afirmação encima da hora, apenas enquanto tensões sobre o programa nuclear da Coréia do Norte e a possibilidade dos ataques aéreos americanos ficarem selvagens, a NNSA disse que em uma conjunção com a Força Aérea Americana, a Administração completou o primeiro vôo de teste de qualificação da bomba nuclear gravitacional B61-12 neste 14 de março na Serra de Teste Tonopah, em Nevada.


Em uma nota à imprensa, a NNSA disse que o "teste de montagem não nuclear" (montagem = algo montado, aparato) foi lançado de um avião caça F-16 da Base Aérea de Nellis  e foi intencionado para avaliar "ambas funções não nucleares da arma bem como as capacidades da aeronave entregar a mesma."
Este teste foi o primeiro de uma série que será conduzido pelos próximos 3 anos para qualificar a B61-12 "para serviço." Três testes de vôo de desenvolvimento tiveram sucesso. Eles foram conduzidos em 2015.
"Esta demonstração do desempenho de vôo do sistema de ponta-à-ponta marca um outro alcance dentro do cronograma de realizações para o Pograma de Extensão de Vida Útil da B61-12,” disse o Brigadeiro General Michael Lutton, administrador delegado assistente principal da NNSA’s para essa tarefa militar. “O teste exitoso provê dados críticos de qualificação para validar que o desenho de base encontre as demandas militares. Isso reflete o comprometimento continuado da nação para a segurança nacional e de todos os nossos aliados e parceiros."
O teste de vôo incluiu peças desenhadas pelos laboratórios nacionais de Sandia e de Los Alamos, manufaturadas pelas fábricas de Empresas de Segurança Nuclear, e casadas à secção de montagem do kit de calda, desenhado pela Boeing Company sob contrato com o Air Force Nuclear Weapons Center (Centro de Armas Nucleares da Força Aérea). 

Phil Hoover, um engenheiro nos Laboratórios Nacionais Sandia, exibe um corpo de teste de vôo para o programa de arma nuclear d
a B61-12
A B61-12 consolida e substitui as quatro variantes da bomba B61 no arsenal nuclear da nação. A primeira produção está agendada para ser completada por volta de março de 2020.
[A Língua! News]: Se é que isso já não foi validado faz tempo e já está pronto para pegar muita gente vermelha de surpresa!
A bomba de gravidade B61 original é o pilar principal do arsenal nuclear da Força Aérea Americana e uma das pernas do tão chamado tríada (tripé) junto com os mísseis intercontinentais empregados de ambos silos baseados no chão ou submarinos cruzando oceanos. A bomba nuclear gravitacional B61 lançadas das bases da Força Aérea Americana e da OTAN, têm quase 50 anos de serviço, "fazendo-as as mais velhas e mais versáteis armas de estoque durável americano." Numerosas modificações têm sido feitas para melhorar a segurança e confiança da B61 desde que a primeira B61 entrou em serviço em 1968, e quatro variantes da B61 continuam no estoque: a 3, 4, 7, e 11. Todavia, o sisema de arma antigo requer uma extensão de vida útil para continuar detendo adversários em potencial e reassegurando os nossos aliados allies e parceiros de nossa segurança esteja comprometido a eles.
A B61-12 LEP reformará, reusará ou substituirá todos os componentes nucleares e não nuclereas da bomba para estender a vida de serviço da B61 por pelo menos 20 anos, "e melhorar a segurança e eficiência da bomba," de acordo com a  NNSA. A unidade B61-12 de primeira produção no FY (Fiscal Year/Ano Fiscal) de 2020. A bomba terá aproximadamente 12 feet/3,65 m de comprimento e pesar aproximadamente 825 pounds/375 Kg. A bomba será entregue/jogada tanto em gravidade balística ou guiada por modos de soltura/liberação e está sendo certificada para entrega em aviões estratégicos atuais como (B-2A) e aviões de capacidade dupla (F-15E, F-16C/D & MLU, PA-200) bem como nas futuras plataformas (F-35, B-21).
O Presidente Trump tem endorsado as ambições e custos do plano para modernizar a tríade nuclear americana sob o seu antecessor [A Língua! News: satanObama].
O teste de março da B61-12 foi o primeiro em uma série a ser posta pelos próximos três anos, com a revisão do desenho final design posta para acontecer em setembro de 2018 e a produção da primeira unidade a ser agendada por volta de março de 2020.
Uma vez a bomba estiver autorizada para uso em 2020, os EUA planejam empregar 180 das bombas termonucleares guiadas de precisão B61-12 em 5 países europeus a seguir:
  • Bélgica - 20;
  • Alemanha -20;
  • Itália - 70;
  • Holanda - 20;
  • Turquia -50;
... embora em luz de recentes acontecimentos, e o referendo da Turquia cujo pode conceder a Erdogan o que são efetivamente poderes ditatoriais, isso pode reavaliar o emprego da bomba na Turquia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário